1. This product was added to our catalog on Wednesday 14 September, 2005.

    Carrot Berlicum

    Our Price:  2.45EUR

    Cenoura Longa Berlicum

    Nome Científico: Daucus carota L.

    Nome Comum: Cenoura.

    Nomes Populares: Cenoura.

    Família: Apiaceae.

    Origem: Mediterrâneo, Ásia Central.

    História: A cenoura era uma cultura já conhecida na Grécia e Roma Antiga, embora não fosse muito utilizada nem importante relativamente a outras. O seu cultivo está melhor documentado a partir do séc. X onde existem registos da sua utilização no Irão e Arábia, sendo mais tarde introduzida na Península Ibérica e Europa Central. A cenoura laranja, que é hoje sinónimo de cenoura, foi desenvolvida na Holanda como tributo a Guilherme I de Orange ("orange" = "laranja") durante a luta holandesa de independência da Espanha, no século XVI.

    Descrição: Planta herbácea, bienal, cultivada como anual, com sistema radicular aprumado, constituído por uma raíz principal, sendo esta a parte comestível da cenoura, que acumula reservas que servem para alimentar a planta no segundo ano do ciclo vegetativo. A raíz pode ter formas, dimensões e cores variáveis, sendo a cor mais comum o laranja, cor esta devido á predominância de beta-caroteno. O caule da cenoura é comprido durante a fase vegetativa, as folhas são alternas e compostas, dispostas em roseta, com folíolos muito divididos e recortados. As flores de Cenoura são pequenas, perfeitas, de cor branca e reunidas numa inflorescência em forma de umbela.

    Sementeira: Em geral, as sementes de Cenouras cultivam-se em local definitivo desde o final do Inverno a meados do Outono, a uma profundidade de cerca de 3 a 5 mm. Em Portugal e todo o Hemisfério Norte nos meses de Fevereiro, Março, Abril, Maio, Junho, Julho, Agosto, Setembro e Outubro.

    A sementeira de cenoura é feita a lanço no local definitivo e, para facilitar a distribuição da semente, devem-se misturar as sementes com areia fina (cerca de 4 vezes o seu volume).

    Crescimento: Médio/lento.

    Temperatura: Cultura de estação fresca, pode ser cultivada com temperaturas entre os 5 e os 35 Cº, sendo a temperatura óptima de cerca de 18 Cº.

    Solos: As Cenouras preferem os solos soltos, profundos, húmidos e bem drenados, adaptando-se, no entanto a diversos tipos de solos. Cultura sensível á salinidade. Prefere pH entre 6,0 e 6,8.

    Rega: Sensível ao stress hídrico, sendo este prejudicial á produtividade e á qualidade da cenoura. Por outro lado, o excesso de água leva áo fendilhamento das raízes e ao fraco desenvolvimento da cor. Efectuar regas frequentes e de baixa dotação.

    Adubação: Aplicação de matéria orgânica bem compostada cerca de 4 meses antes da instalação da cultura. Aplicar adubo N:P:K, em fundo e em duas aplicações de cobertura.

    Pragas e Doenças: ácaros, afídeos, alfinete, lagarta da couve, larvas mineiras, melolonta, mosca da cenoura, ralos, tripes, nemátodos, alternariose, podridão cinzenta, oídio,míldio da cenoura, manchas secas, rizoctónia, podridão branca, septoriose, cercosporiose.

    Multiplicação: Semente

    Colheita: O ciclo cultural da cenoura varia normalmente entre 90 a 130 dias. É colhida imatura ou parcialmente madura quando a parte superior da raíz atinge o diâmetro desejado.

    Pós-Colheita: Comercializadas em fresco, em molhos ou com raízes cortadas rente ao colo. Devem ser apresentadas sãs, limpas, enxutas, isentas de danos, pragas e doenças. As condições óptimas de armazenamento são a uma temperatura de 0Cº e humidade relativa de 98%.

    Utilização: A cenoura é uma das hortícolas mais utilizadas nas industrias alimentares, como matéria prima, congelada, em conserva, pickles, desidratada e em sumos, sendo também utilizada para processamento mínimo. Condimento essencial de sopas, saladas, de vários pratos de carne e peixe, snacks, sumos, comida para bebés, etc. A Cenoura é um alimento rico em fibra, carotenos, tiamina e riboflavina.

    Outros usos:
    Terapêuticos: Utilizam-se as raízes, frutos e folhas. Possuem acção diurética, vitamínica, emoliente, cicatrizante, obstipante. Utilizada em infecções urinárias, astenia, diarreia, inflamações gástricas, pertubações visuais.

    Autor: André M. P. Vasconcelos (Engenheiro Agrónomo)

    Outras Sementes de Plantas Hortícolas e de Outros Frutos e Vegetais



    Reviews
Categories