1. This product was added to our catalog on Tuesday 06 September, 2005.

    Onion \"Setubal Portuguesa\" (10g.)

    Our Price:  1.89EUR

    Cebola Setubal Portuguesa

    Nome Científico: Allium cepa L.

    Nome Comum: Cebola.

    Nomes Populares: Cebola.

    Família: Alliaceae.

    Origem: Centro da Ásia ( Paquistão, Irão, Turquia, China, Mongólia).

    de David Squire

    Este guia destina-se aos amantes da jardinagem, incluindo para cima de 500 variedades de plantas de jardim. A descrição de cada planta é pormenorizada e fornece informações sobre a altura atingida, cor, época de floração e outros aspectos, assim como úteis indicações sobre os cuidados a ter com as plantas e com o solo. Esta obra - publicada em dois volumes - está organizada por ordem alfabética, o que permite encontrar rapidamente qualquer entrada. Salienta-se ainda a excelente qualidade gráfica das numerosas fotografias e ilustrações.

    Nº de páginas: 206
    Ano de edição: 1992

    História: A cebola, Allium cepa L., é uma das espécies hortícolas mais antigas, sendo cultivada á pelo menos 5000 anos. Teve origem no centro da Ásia, tendo sido dispersa para Ocidente, atingiu a Pérsia de onde se irradiou para a África e para todo o continente europeu, sendo depois trazida para as Américas, pelos seus primeiros colonizadores. A Cebola era consumida pelos hindus, egípcios, gregos e romanos da antiguidade e, segundo a lenda, era muito utilizada na alimentação dos construtores das pirâmides do Egipto.

    Descrição: Planta herbácea, monocotiledónea, bienal, com sistema radicular fasciculado, ramificado e superficial. O caule da cebola é um disco, muito curto e situa-se na base do bolbo. O bolbo é tunicado e composto pelo caule e pelas bainhas carnudas das folhas. As folhas de Cebola são compostas por bainha e limbo e são de forma cilíndrica. As flores estão dispostas numa inflorescência em forma de umbela esférica. O fruto da Cebola é uma cápsula com 1 a 2 sementes de cor preta e de textura rugosa.
    Existem vários cultivares que podem ser classificados em relação ao fotoperíodo, época de cultivo, aptidão para conservação, aptidão para indústria, forma do bolbo, sabor e cor do bolbo.

    Sementeira/Transplantação: Em geral, as sementes de Cebolas semeiam-se de preferência em alfobre (de onde se transplantam mais tarde para local definitivo) desde o final do Verão ao início da Primavera. Em Portugal e todo o Hemisfério Norte nos meses de Setembro, Outubro, Novembro, Dezembro, Janeiro, Fevereiro e Março. Podem também ser semeadas por sementeira directa. A transplantação pode ser em raíz nua ou raíz protegida, podendo ainda ser plantadas através de bolbos de pequeno calibre (sets). Os alfobres devem ter lugar em locais abrigados com exposição Nascente, Sul e em terrenos leves bem trabalhados. Esta cultura prefere climas temperados, com exposições soalheiras abrigadas dos ventos e temperaturas baixas, certa humidade nas primeiras fases de desenvolvimento, mas temperaturas elevadas e pouca humidade durante a maturação do bolbo.

    Compasso: Em geral, nas entrelinhas variam entre 20-40 cm e entre plantas na linha entre 10-15 cm.

    Crescimento: Médio

    Luz: Boa luminosidade.

    Temperatura: As temperaturas óptimas na fase inicial de desenvolvimento variam entre os 13Cº e os 24Cº, enquanto na fase de formação do bolbo, variam entre os 16Cº eos 21Cº.

    Solos: A Cebola prefere solos ligeiros e pH entre os 6-7, podendo ser inferior se a quantidade de matéria orgânica no solo for elevada.

    Resistência: Cultura de estação fresca, resistente ao frio, embora existam hoje em dia cultivares de cebola adaptadas a diversas condições.

    Rega: Muito regular. Abundante na fase de crescimento das folhas e na fase inicial de crescimento do bolbo de cebola.

    Adubação: Cultura exigente quanto á fertilização. Aplicar adubo rico em azoto, fósforo e potássio durante a fase inicial de desenvolvimento. Aplicar adubo rico em fósforo e potássio repartindo durante o desenvolvimento da planta. Não aplicar azoto em grande quantidade na fase de formação do bolbo.

    Pragas e Doenças: ácaros, afídeos, alfinete, larvas mineiras, melolonta, mosca da cebola, traça da cebola, tripes, nemátodos, alternariose, bolor preto, podridão cinzenta, podridão do bolbo, queimadura das folhas, cladosporiose, antracnose, fusariose, míldio, ferrugemda cebola, podridão branca, viroses.

    Multiplicação: semente

    Colheita: A colheita das cebolas é efectuada no final da senescência completa das folhas ou quando 50 a 80% das plantas acamaram. O arranque pode ser manual ou mecânico. Dependendo da altura da colheita, pode ser feita uma secagem dos bolbos.

    Pós-Colheita: As cebolas podem ser comercializadas com a rama cortada ou em réstias, com os bolbos inteiros, sãos, limpos, secos, sem odores e sabores estranhos e livres de pragas e doenças.

    Utilização: Muito utilizada na dieta mediterrânica, em quase todo o tipo de pratos, em saladas, sopas, em fresco, transformadas, desidratadas e congeladas, em pickles, em salmoura, em molhos e temperos.

    Valor Nutricional
    Cada 100 gramas de Cebola (Allium cepa) contém:
    • Calorias - 33kcal
    • Proteínas - 1,5g
    • Gorduras - 0,3g
    • Vitamina A - 125 U.l.
    • Vitamina B1 (Tiamina) - 60 mcg
    • Vitamina B2 (Riboflavina) - 45 mcg
    • Vitamina B5 (Niacina) - 0,15 mg
    • Vitamina C (Ácido ascórbico) - 10 mg
    • Potássio - 180 mg
    • Fósforo - 45 mg
    • Cálcio - 35 mg
    • Sódio - 16 mg
    • Silício - 8 mg
    • Magnésio - 4 mg
    • Ferro - 0,5 mg

    Autor: André M. P. Vasconcelos (Engenheiro Agrónomo)

    Outras Sementes de Plantas Hortícolas e de Outros Frutos e Vegetais

    A Cebola "Setúbal Portuguesa" é achatada e é a mais temporã (que aparece antes de tempo) de todas.

    Em geral, as sementes de Cebolas semeiam-se de preferência em alfobre (de onde se transplantam mais tarde para local definitivo) desde o final do Verão ao início da Primavera.
    (Em Portugal e todo o Hemisfério Norte nos meses de Setembro, Outubro, Novembro, Dezembro, Janeiro, Fevereiro e Março).

    Os alfobres devem ter lugar em locais abrigados com exposição Nascente, Sul e em terrenos leves bem trabalhados. Esta cultura prefere climas temperados, com exposições soalheiras abrigadas dos ventos e temperaturas baixas, certa humidade nas primeiras fases de desenvolvimento, mas temperaturas elevadas e pouca humidade durante a maturação do bolbo.

    Reviews

Customers who bought this product also purchased

Categories